Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Arquitetura’ Category

Um dos assuntos polêmicos que esquentaram este escaldante verão baiano foi a construção da ponte que ligará Salvador à Ilha de Itaparica. Assunto este que aparece e desaparece com o tempo, mas desta vez, segundo alguns, é pra valer. Apresentado pelo atual governo estadual, gerou opiniões entusiasmadas e favoráveis, outras descrentes e algumas bastante contrárias como a do escritor itaparicano João Ubaldo Ribeiro, que inclusive organizou um manifesto contrário à obra, com adesão de famosos como Chico Buarque de Hollanda.

Para os favoráveis, a ponte ligará Salvador ao sul e também ao oeste e permitirá o escoamento de produtos como a soja, com conseqüente desenvolvimento econômico. Os moradores da ilha poderão ir e vir a Salvador com comodidade sem os freqüentes transtornos do ferry-boat e condomínios sofisticados serão construídos em toda a ilha, desenvolvendo o comércio e o turismo. Para os desfavoráveis, além de enfeiar a Baía de Todos os Santos, a construção da ponte provocará uma favelização da ilha, além de impactos ambientais. ponte-sullo-stretto-di-messina

Polêmica antiga e semelhante também inflama a Itália sobre a construção de uma ponte que ligaria a ilha da Sicília ao continente, no Estreito de Messina, que liga o Mar Jônico ao Tirreno e cuja menor largura é 3,3 Km. Atualmente, um ferry-boat conecta Messina à Villa San Giovanni, na Calábria.

mapaMessinaMuitos italianos sempre duvidaram da viabilidade da construção desta ponte, sobretudo porque aquela é uma zona sísmica. Outros até mesmo por questão de crença, afirmando que, se Deus quisesse que se caminhasse com os pés enxutos de Villa S. Giovanni a Messina, não teria feito o Estreito. Mas, neste janeiro de 2010, inverno italiano, foi apresentado o projeto da ponte, uma promessa eleitoral do Primeiro Ministro Silvio Berlusconi. Segundo o Ministro da Infraestrutura e dos Transportes, Altero Matteoli, a ponte será determinante para o desenvolvimento econômico, estimulando o comércio, o turismo e o crescimento habitacional, não só da Calábria e da Sicilia, mas de todo o Sul da Itália e até do resto do país.

Será a maior ponte suspensa do mundo, com doze pistas de rodagem, seis em cada sentido e duas linhas férreas. Estima-se que a cada hora, a ponte, que medirá 60 metros de largura, com duas torres de 383 metros de altura e cujo principal pilar de sustentação ficará 120 metros acima do nível do mar, receberá 6.000 automóveis e 200 trens nos seus quase 4 Km de extensão.

O Ministro Matteoli acredita que a ponte será um multiplicador de desenvolvimento, gerando durante os anos de sua construção a realização de outras obras de infraestrutura na Calábria e na Sicilia. Já os ambientalistas, com os representantes do Partido Verde entre os mais críticos, afirmam que a obra acarretará impactos ambientais, além de servir como “um cavalo de Tróia” para a Máfia.

Lembram também do perigo de a ponte ser construída em uma zona de atividade vulcânica, onde já ocorreu um terremoto que destruiu a cidade de Messina e matou 87 mil pessoas, em 1908. Os arquitetos responsáveis pela obra asseguram, no entanto, que a ponte estará preparada para resistir a sismos com magnitude superior a 7,1 graus na escala de Ritcher e a ventos de 216 Km/h. Resta ainda a polêmica entre aqueles que consideram a obra irrealista e demasiadamente cara e outros que pensam que os opositores da ponte são, na verdade, ferrenhos opositores de Berlusconi. É esperar para ver.

Para saber mais sobre a Ponte di Messina:

http://www.pontedimessina.it/it/video-del-ponte-di-messina.html

Anúncios

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: